"​.​.​. nem mestres​.​"

by Eu o declaro meu inimigo

/
  • Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

     name your price

     

1.
01:07
2.
01:14
3.
01:21
4.
5.
6.
7.
06:20

about

Gravado e mixado por Daniel Farias no Estúdio 1 e Home Estúdio, em Janeiro de 2014.

credits

released January 15, 2014

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

Eu o declaro meu inimigo Recife, Brazil

"Aquele que puser as mãos sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo!" Proudhon, 1849

Eu o declaro é:
Diego - vocal
Wendell - guitarra
Amanda - baixo
Raone - bateria

contact / help

Contact Eu o declaro meu inimigo

Streaming and
Download help

Track Name: Tripalium
Não me transformo ao entrar
nem sempre ouvir, nem sempre aceitar
essas metas não se tornarão meu padrão
caminho sobre sua criação em ruínas
esmagando o deus patrão

se acostumar e dizer “sim”
o fim não será assim
te incomodo até o fim
não será só ruim pra mim

Sou uma puta que nunca vai te beijar
por de joelhos não faz amar
Aqui dentro somos presos e as grades ferem
mas não me verás chorar

Sou uma puta que nunca vai te beijar
o dinheiro não me impressiona
aqui dentro somos presos e a minha companhia
nunca vai te agradar
Track Name: Mancha negra
Como mancha negra
nos sonhos pálidos
como estáticas nas suas rádios
direcionar a máquina toda raiva guardada
o que são vocês sem nós, os escravos?

e quando esvaziar os fundos da sua casa?
e quando te calar o silêncio das máquinas?

nos bancos da pobreza
nas vitrines do impossível
nos supermercados da fome
estaremos lá (2x)

Como tinta, como pedra.
Track Name: Benedetti
Que o fogo queime
e o caminho seja movimento
que teus lábios não sequem
e os sonhos sejam tua vida

Não te salves
Não te salves

Recupera o sorriso
enterra os teus medos
retira os escombros
para rever o céu

Não se renda
Não se renda

mesmo que o frio queime
mesmo que o medo morda
ainda há fogo na tua alma
e vida nos teus sonhos.
Track Name: Máquinas do sensível
identificar, selecionar para separar
categorizar, preencher prateleiras
podar, diminuir para encaixar
sim ou não - 0 ou 1

a mesma lógica que exclui
a mesma prática que destrói
Não param de reproduzir
os reflexos das máquinas

máquinas do sensível
Track Name: Fortaleza de incertezas
regular em pequena escala
intacto, a sua presença, não sobra nada
patrulha indesejada que se instala
nos sonhos de liberdade ou dentro da tua casa
desmotivar, fazer chorar
transformar todo sorriso, tornar lágrima
fortaleza de idéias baixas
que felicidade verdadeira não abala

meus dias de incertezas serão o teu fim

liberto meu medo intimo, auto-infectar

Libertar em total escala
dentro de mim, intacto, não sobra nada
fagulha inevitável que se instala
inflama o coração, agita a calma
incendiar, fazer queimar
transformar em fogo toda lágrima
fortaleza de incertezas
que nenhum fascista abala
Track Name: Ni un día más
su jornada de trabajo ya no me sirve
tu plan de carrera sólo me consume
Me auto instruyo, no te voy a enriquecer
ya basta venderte mi vida

Coorporativismo sólo estorba lo cooperativo
si todos atacaran un pilar, se derrumba el capitalismo

alcanza tu ideal
crea nuevas formas, ¡RESISTE!
Track Name: Morte motor
Uma tonelada de poder
com gosto de sangue
uma guerra por asfalto
na corrida contra o relógio

MORTE-MOTOR

Engatilhada e cega
legitimada pelo código
inevitavelmente espera
pelo próximo encontro

A vida vale mais que a porra do seu emprego
mais que seu desejo de chegar mais cedo
vale mais que a sua jaula de ferro
vale mais que 3 segundos ou um sinal vermelho